Temos coisas novas todas as semanas!

Resolução de ano novo: não ficar preso no spam

Colocado por João Alexandre em 30/12/2015

Resolução de ano novo: não ficar preso no spam

Dec 30, 2015

Quantas vezes checa sua caixa de spam? Raramente, nunca? Pois é, a maioria das pessoas também raramente faz isso.

Um dos grandes desafios do email marketing é evitar que os seus emails vão parar à caixa de spam dos utilizadores. Se está enviando emails para a sua lista e uma parte deles vai para o spam, está a perder pessoas e potenciais clientes:

 

Dica #1: Whitelisting

O que é "whitelisting"? Uma whitelist é basicamente uma lista de domínios considerados seguros e legítimos pelos serviços de email (ISP), como o Gmail, Hotmail e Yahoo.

Se conseguir estar na lista segura destes serviços de email, haverá menor probabilidade de que os emails que envia parem na caixa de spam dos usuários. Se usa um serviço de email marketing profissional (eu uso o E-goi), os seus envios já estarão na whitelist dos principais sistemas de correio. Mas se faz os seus envios à mão, com o seu próprio IP, este artigo explica de que forma pode ter o seu endereço de email e domínio na whitelist do Hotmail. Mesmo assim, se enviar emails demasiado promocionais ou que pareçam spam, o domínio acabará por ser considerado spammer e será removido da lista!

Além disso, cada conta de email também tem a sua própria whitelist pessoal. Aproveite esta flexibilidade para pedir aos usuários que adicionem você à lista, de modo a não perderem emails importantes que envie para eles.

Quer usem o Hotmail, Gmail, Yahoo ou qualquer outro sistema de correio, os usuários têm sempre a opção de adicionar a pessoa que lhes enviou um email à lista de confiança, portanto peça-lhes! Não perde nada com isso.

 

Dica #2: Não fale spaminês

Podem existir várias razões pelas quais um email vai cair na caixa de spam, mas por vezes uma delas é simplesmente a maneira como se escreve o email.

O Gmail, Hotmail e afins têm detetores automáticos para determinar quando é que um email é considerado spam. A maioria dos serviços de email marketing incluem opções (ex. "spam score") para analisar se o conteúdo do email é considerado spam através do código HTML do email ou das palavras usadas.

Evite usar muitas repetições de palavras que possam ser promocionais (como "grátis" ou "barato"), não abuse de palavras em MAIÚSCULAS nem de texto colorido. Use o senso comum e escreva emails que pareçam profissionais.

 

Dica #3: Atualize a sua lista

Assim como não devemos descurar as limpezas antes da época das chuvas, convém atualizar regularmente a sua lista de emails. Verifique se não estará enviando emails para endereços que já não existem, pois terá bounces, que prejudicam a sua eficácia de entrega!

Os spammers enviam muitos emails para grandes listas, e não para segmentos ou listas mais pequenas, como é o caso da maioria das empresas legítimas.

Se um ISP identifica que está enviando emails para endereços inválidos, atribuirá ao seu domínio uma pontuação de spam elevada, o que significa que os futuros emails que enviar provavelmente irão parar na caixa de spam dos seus subscritores.

A melhor solução é manter as suas listas limpas e atualizadas, para que o número de endereços de email inválidos seja o menor possível.

 

Dica #4: Não envie muitos emails muito depressa

Outro comportamento a que os serviços de email como Hotmail e Gmail estão atentos é o n.º de emails que envia para eles.

Se envia montanhas de emails para milhares de pessoas de uma só vez, o seu email (e endereço de onde envia) poderá ser considerado spam. Envie emails de forma mais espaçada a nível de tempo, e para menos pessoas de cada vez. E confirme que essas pessoas se cadastram voluntariamente na sua lista (preferencialmente com um formulário) e que fizeram whitelisting a você!

Tenha também cuidado com a velocidade a que envia seus emails! Se faz isso manualmente com o seu próprio IP, atente aos limites de velocidade aceites por cada ISP e nunca ultrapasse. Se usar o E-goi para o envio, a velocidade será ajustada automaticamente de acordo com esses limites.

 

Dica #5: Tamanhos das imagens

Incorporar imagens nos seus emails é perfeitamente aceitável, até porque as imagens tornam o conteúdo do email mais apelativo. Mas é necessário ter atenção ao tamanho!

Os ISP normalmente associam imagens grandes a spam, já que muitos emails spaminosos consistem numa única imagem com palavras como "grátis" e letras MAIÚSCULAS. É praticamente um flyer gigante de publicidade indesejada, mas em formato de email.

Se os sistemas de correio, como Hotmail e Gmail, não conseguirem identificar texto no seu email, provavelmente será considerado spam. Portanto, use imagens com tamanhos adequados, e coloque sempre texto no corpo do email.

 

Outras dicas para não cair no spam

Este artigo do E-goi tem mais recomendações e um infográfico bem bacana (Rumo à Entregalândia), sumariando o que fazer para que os seus emails cheguem sãos e salvos à inbox dos seus subscritores!



João Alexandre

user_avatar

João Alexandre é consultor e estratega digital, usando marketing e criatividade em novas formas de envolver o consumidor moderno.


user_avatar
Colocado por João Alexandre em 30/12/2015
João Alexandre é consultor e estratega digital, usando marketing e criatividade em novas formas de envolver o consumidor moderno.

Comentários

Comente este artigo!



(Your email will not be publicly displayed.)


Captcha Code

Prefere outra imagem? Clique nela!